Última hora
This content is not available in your region

UE aprova formalmente sanções contra Lukashenko

euronews_icons_loading
Lukashenko foi adicionado à lista de indivíduos sujeitos a sanções
Lukashenko foi adicionado à lista de indivíduos sujeitos a sanções   -   Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia aprovou formalmente sanções contra o presidente da Bielorrússia, por fraude eleitoral e pela violenta repressão exercida sobre manifestantes pacíficos, opositores e jornalistas antes e depois das presidenciais de agosto.

Uma lista revista das sanções impostas ao regime bielorrusso foi publicada, esta sexta-feira, no jornal oficial da União Europeia. Num comunicado, o Conselho Europeu anunciou ter adicionado 15 membros à lista de indivíduos sancionados, incluindo o líder Alexander Lukashenko e o seu filho Viktor.

O regime de sanções, que inclui agora 59 elementos do regime, prevê a proibição de viagens para a União Europeia e o congelamento de bens no espaço comum.

Bruxelas não reconhece o resultado das eleições presidenciais da Bielorrússia, no dia 9 de agosto, que deu a vitória a Lukashenko com 80% dos votos.