Última hora
This content is not available in your region

Maradona tem alta e vai prosseguir recuperação fora do hospital

euronews_icons_loading
Leopoldo Luque, o médico pessoal, ao lado de Maradona ainda na clínico de Olivos
Leopoldo Luque, o médico pessoal, ao lado de Maradona ainda na clínico de Olivos   -   Direitos de autor  Diego Maradona press office / AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Diego Maradona teve alta da clínica de Olivos onde foi operado ao cérebro há uma semana e foi transferido de ambulância para uma casa em Nordelta, nos arredores norte de Buenos Aires, onde vai prosseguir tratamento aos problemas surgidos devido ao consumo de álcool.

A mudança foi confirmada pelo médico e neurocirurgião pessoal do astro argentino, Leopoldo Luque, momentos depois de registar uma foto ao lado de "El Pibe", antes da alta hospitalar.

A saída da clínica onde foi operado aconteceu exatamente 19 anos após o jogo de despedida da carreira de futebolista do mítico "10" da Argentina.

Esse jogo para a história aconteceu no Estádio La Bambonera, casa do Boca Juniors, e reuniu estrelas do mundo do futebol como o búlgaro Hristo Stoichkov, o francês Éric Cantona, o alemão Lothar Matthaüs ou os argentinos Pablo Aimar e Riquelme, vistos na altura como sucessores de Maradona, Claudio Lopez ou Javier Zanetti.

Maradona vai agora prosseguir em tratamento numa casa, onde será acompanhado em permanência por pessoal médico e pela família, no tratamento dos problemas surgidos da abstinência do consumo de álcool.

O Diego não é um grande consumidor de álcool, pelos seus antecendente e por todos os fármacos que toma. Nos últimos tempos, tomava um copo e sentia-se mal.

"Ele tem um bom estado de saúde. A deterioração que se observou quando entrou em campo pelo Gimnasia, viu-a todo o mundo.

"É um paciente com um princípio de autonomia. Se chega ao ponto e se tornar um perigo para a própria vida ou para terceiros, o médico tem de interceder.

"O Diego não chegou a esse estado. A deterioração (da saúde) resultou de hábitos. Levamo-lo a uma clínica, observamo-lo e encontrámos algo mais que desconhecíamos.
Leopoldo Luque
Médico pessoal de Diego Maradona

Diego Maradona foi internado na segunda-feira, da semana passada, pouco mais de 48 horas após ter celebrado 60 anos, com um quadro clínico de depressão e desidratação.

Estaria a recuperar bem desses distúrbios e até teria pedido para voltar para casa, mas uma tomografia realizada na manhã seguinte revelou um hematoma subdural, um coágulo junto à parede interior do cérebro, e foi necessário avançar para uma intervenção cirúrgica de urgência, autorizada pelo próprio e validada pelos familiares mais próximos.

A intervenção durou cerca de duas horas e correu bem. Uma semana depois, "El Pibe" recebeu alta.

Desde que foi internado, os adeptos têm estado por perto.

Alguns aproveitaram a presença de muitos jornalistas junto das clínicas por onde passou Maradona, para desejar as melhoras ao antigo futebolista e manifestar amor a quem apelidam de "D10S".

Maradona vai manter-se internado numa casa particular, assistido por uma equipa de enfermeiros e pela família.

O regresso ao futebol, como treinador do Gimnasia y Esgrima de La Plata, mantém-se para já no segredo dos deuses.