Última hora
This content is not available in your region

Escolas voltam a fechar na Áustria

De  Teresa Bizarro
euronews_icons_loading
Escolas voltam a fechar na Áustria
Direitos de autor  Ronald Zak/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Áustria volta a apertar as malhas do confinamento. A partir de terça-feira, as escolas e o comércio não essencial fecham de novo. Aos 9 milhões de habitantes praticamente só vai ser permitido sair de casa para trabalhar, por razões de saúde ou para fazer compras essenciais.

O chanceler austríaco Sebastian Kurz fez um apelo direto à população: "Não tenham encontros. Qualquer contacto social já é um contacto a mais".

Nos últimos sete dias, a Áustria teve a maior taxa mundial de infeções por habitante. Onze vezes maior do que o valor indicado como comportável pelas autoridades de saúde.

Para o diretor do centro de sistemas microbiológicos e ambientais da Universidade de Viena, "durante o verão ficou-se com a impressão de que as pessoas não levavam a doença a sério". Michael Wagner espera que se aprenda com esse erro e diz que a alternativa é "ficarmos condenados a repetir o ciclo de aligeirar e endurecer o confinamento".

As novas restrições vão estar em vigor até pelo menos 6 de dezembro. As autoridades de saúde consideram que é a unica forma de abrandar doença. 77 por cento dos novos casos são de origem desconhecida.