EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Nicarágua e as Honduras preparam-se para furacão Iota de categoria 4

Iota ainda em formação no dia 10 de novembro
Iota ainda em formação no dia 10 de novembro Direitos de autor AP/AP
Direitos de autor AP/AP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Quando a Nicarágua e as Honduras ainda recuperam do poderoso furacão Eta, um outro furacão da mesma intensidade devera abater-se sobre os países da América Central.

PUBLICIDADE

A tempestade Iota, que esta madrugada se intensificou e se converteu em furacão, aproxima-se da Nicarágua, Honduras e outros países ainda a recuperar de um outro furacão, o ETA,  e que se preparam para enfrentar o impacto do que nas próximas horas se pode transformar num furacão de categoria 4, segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.

O Iota apresenta ventos sustentados de 150 quilómetros por hora mas os meteorologistas acreditam que quando chegar às costas das Honduras e da Nicarágua, na segunda-feira, seja uma furacão grande, ou seja, de pelo menos categoria 3 na escala de Saffir-Simpson.

As autoridades ativaram o alerta vermelho em várias zonas costeiras destes países devido ao impacto iminente do fenómeno que a meio da tarde se encontrava a 300 quilómetros a leste da ilha colombiana de Providência e a 500 quilómetros a sudeste do cabo Grácias a Dios, na fronteira entre as Honduras e Nicarágua

O Belize, El Salvador, a Costa Rica, o Panamá e o norte da Colômbia também deverão registar fortes chuvas, de acordo com o Centro de Furacões dos Estados Unidos.

As autoridades destes países estão em contacto para tentar minimizar os estragos que o fenómeno poderá provocar, países que ainda recuperam da devastação do ETA.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Maior navio cruzeiro do mundo resgata 14 pessoas à deriva no oceano

Conheça Itzae, o raro puma albino nascido na Nicarágua

Honduras: Polícia militar assume controlo da luta contra as armas nas prisões