Última hora
This content is not available in your region

Testes solidários em Nápoles

euronews_icons_loading
Testes solidários em Nápoles
Direitos de autor  Test covid in una chiesa di Napoli
Tamanho do texto Aa Aa

A rápida subida dos números da Covid-19 em Itália voltou a expôr duas realidades: os hospitais debatem-se seriamente com a falta de pessoal especializado na área dos Cuidados Intensivos e a escassez de recursos para testar grandes fatias da população.

Nápoles é agora o epicentro da saturação hospitalar, havendo pacientes a ser assistidos com ventiladores no próprio carro. Acumulam-se filas de pessoas que pedem para ser testadas pelos serviços públicos, uma vez que no privado os preços podem atingir os 80 euros. Duas associações arranjaram uma solução, proposta numa igreja.

O presidente de uma delas, Angelo Melone, explica que "há testes com um custo de 18 euros. Depois há outra hipótese: as pessoas podem doar testes, a título solidário, a quem não os possa pagar. É um gesto de solidariedade para com os outros".

Esta medida inspira-se numa velha tradição de Nápoles, que data do pós-guerra. Na altura, os clientes que pedissem um café deixavam outro pago para aqueles que não tinham dinheiro. Hoje em dia, são testes moleculares. Mas o espírito é o mesmo.

Segundo Angelo Melone, o projeto "já recebeu donativos de fundações alemãs. E já recebeu também algumas centenas de pedidos para fazer os testes solidários".

Mario Donatiello, da Fundação San Gennaro, diz que procuravam "um espaço amplo e seguro. Esta igreja situa-se no coração do bairro de Sanità. A ideia era estar o mais próximo possível dos potenciais destinatários".

Cada doador recebe uma mensagem de agradecimento pela solidariedade face ao apelo de união comunitária na luta contra a pandemia.