Última hora
This content is not available in your region

Controversa operação de desmantelamento de acampamento ilegal em Paris

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Controversa operação de desmantelamento de acampamento ilegal em Paris
Direitos de autor  أ ف ب
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de migrantes, a maioria afegãos, foram retirados à força e o acampamento ilegal que instalaram no centro de Paris desmantelado pela polícia, numa operação criticada pelo ministro do interior, Gérald Darmanin.

No Twitter afirmou ter visto "imagens chocantes na praça da República e explicou ter pedido um relatório rápido para tomar medidas assim que o receber.

Ativistas ajudaram a montar as cerca de 500 tendas para os migrantes, muitos requerentes de asilo, provenientes de um outro acampamento desmantelado na semana passada em Saint-Denis, nos arredores da capital francesa. Os mesmos ativistas tentaram impedir ação da polícia, agora sob controvérsia.

Murtaza Ramiz Voezi, afegão, explica porque se instalou no centro da cidade das luzes. "Não temos mais nenhum lugar para viver, para dormir e é cada vez mais necessário com este tempo, o inverno aproxima-se, está a ficar frio e precisamos de um sítio para dormir".

A Utopia 56 é uma Organização Não-Governamental francesa criada em 2015 na Bretanha para supervisionar as ações de voluntariado no antigo acampamento de Calais, chamado a "selva de Calais".

"Aquilo que pedimos é para que parem com este ciclo infernal de acampamentos que são instalados, que estão ser evacuados, muitas vezes com violência, e de novo reerguidos. Queremos que seja implementado um verdadeiro mecanismo para acolher estas pessoas", diz Kerill Theurillat, Coordenador da secção de Paris da Utopia 56.

Depois de desmantelar o acampamento sob um ambiente de grande tensão e confronto, a policia recorreu a gás lacrimogéneo e granadas de dispersão para impedir que tendas fossem instaladas noutros locais e afastar a multidão.