Última hora
This content is not available in your region

Luta pelos direitos das mulheres polacas volta a ser reprimida

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
euronews_icons_loading
Milhares de pessoas voltaram a manifestar-se em Varsóvia e noutras cidades polacas
Milhares de pessoas voltaram a manifestar-se em Varsóvia e noutras cidades polacas   -   Direitos de autor  AP Photo/Czarek Sokolowski
Tamanho do texto Aa Aa

A Polónia voltou a ser palco este sábado de protestos contra a reforma da lei do aborto, que após uma recente decisão do Tribunal Constitucional deverá passar a proibir a interrupção voluntária da gravidez mesmo quando o feto apresente deficiências congénitas ou nem apresente hipóteses de sobreviver ao parto.

Rondo Dmowskiego to dziś Rondo Praw Kobiet. Tabliczkę z nową nazwą zawiesili uczestnicy demonstracji w 102. rocznicę...

Posted by Wyborcza.pl Warszawa on Saturday, November 28, 2020

Pela quinta semana de manifestações, as polacas exigem ter mais liberdade sobre o próprio corpo e foram apoiadas também por ativistas contra o abuso da força pela polícia na repressão de manifestações.

Um dos momentos marcantes da manifestação de Varsóvia aconteceu quando um grupo trepou ao topo de uma carrinha para pendurar uma placa rebatizando uma rotunda central da capital como "Rotunda dos Direitos da Mulher".

A iniciativa inserida nos festejos do 102.° aniversário da conquista do direito de voto pelas polacas pretende conseguir que o município da capital venha mesmo a mudar o nome da atual rotunda Dmowski.

O protesto deste sábado em Varsóvia, considerado ilegal pelas autoridades, voltou a ser fortemente controlado pela polícia.

A Gazeta Wyborcza, um dos jornais de maior tiragem no país, relatou alguns confrontos entre manifestantes e a polícia, incluindo de novo o recurso das autoridades a gás lacrimogéneo e o uso da força física para impedir a interrupção da circulação automóvel em alguns pontos de Varsóvia.

Pelo menos um manifestante terá sido detido, adiantou o mesmo jornal.

Doszło do przepychanek w okolicy kina Luna. Trwa nasza relacja na żywo z protestu Ogólnopolskiego Strajku Kobiet: https://bit.ly/3o8IUiL

Posted by Wyborcza.pl Warszawa on Saturday, November 28, 2020

Noutras cidades da Polónia, como Cracóvia ou Gdansk, os protestos também se inspiraram no aniversário da conquista do direito de voto pelas mulheres.

"As nossas bisavós não se deixaram intimidar. Nós também não vamos ceder", afirmaram os promotores da manifestação na cidade de Bielsko-Biala, no sul do país, citados pela Associated Press.