Última hora
This content is not available in your region

Jair Bolsonaro coloca Brasil no "finalzinho da pandemia"

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Bolsonaro no fórum contra a corrupção, em Brasília, a 9 de dezembro
Bolsonaro no fórum contra a corrupção, em Brasília, a 9 de dezembro   -   Direitos de autor  SERGIO LIMA/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Num Brasil onde a Covid-19 já fez perto de 180 mil mortes, onde a média diária é de mais de 42 mil novos casos, o que representa uma subida de 34% em relação aos números das duas semanas anteriores, Jair Bolsonaro declarou o seguinte: "Ainda estamos vivendo um finalzinho de pandemia".

A verdade é que, para o presidente brasileiro, a resposta continua à vista de todos. "Um elemento chegava com malária e Covid, era tratado com hidroxicloroquina e ficava bom. Precisa ser muito inteligente para entender que a hidroxicloroquina serve para as duas coisas? Não precisa ser muito inteligente, é coisa óbvia", afirma.

15 Estados brasileiros a declarar um rápido agravamento da situação, com níveis de contaminação extremamente elevados, incluindo Bahia, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A média nacional é de mais de 640 mortos por dia.

O governador do Estado de São Paulo, João Doria, quer iniciar a campanha de imunização a 25 de janeiro, com a vacina do laboratório chinês Sinovac.