EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Associação terrorista vale penas entre os 4 anos e a prisão perpétua

Associação terrorista vale penas entre os 4 anos e a prisão perpétua
Direitos de autor BENOIT PEYRUCQ/AFP or licensors
Direitos de autor BENOIT PEYRUCQ/AFP or licensors
De  Bruno Sousa
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Justiça francesa condena os cúmplices dos responsáveis pelos ataques de janeiro de 2015 à redação do Charlie Hebdo, a uma agente de polícia e a um supermercado em Paris

PUBLICIDADE

A justiça francesa condenou os 14 cúmplices dos ataques terroristas de janeiro de 2015 em Paris a penas entre os quatro anos e a prisão perpétua. O principal acusado, Ali Riza Polat, foi considerado culpado de cumplicidade em homicídio e associação terrorista e irá passar trinta anos atrás de grandes. O seu advogado já fez saber que irá recorrer da sentença.

Ali Riza Polat foi o único dos réus considerado cúmplice directo dos três terroristas responsáveis pelos ataques à redação do Charlie Hebdo, a uma agente de polícia e um supermercado e que foram os três abatidos pela polícia.

A pena de prisão perpétua foi atribuída a Mohamed Belhoucine, julgado à revelia e presumivelmente morto na Síria. Também julgada à revelia foi Hayat Boumeddiene, incontactável desde que fugiu para a Síria nos dias que antecederam os ataques. Foi condenada a trinta anos de prisão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Charlie Hebdo de volta às polémicas com caricaturas de Ayatollah Khamenei

França aperta medidas de segurança antes da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos

Ucraniano pró-russo detido em hospital francês por suspeita de planear um atentado