Última hora
This content is not available in your region

"Silêncio, serenidade e paz", a mensagem de Natal de Bryn Terfel

euronews_icons_loading
"Silêncio, serenidade e paz", a mensagem de Natal de Bryn Terfel
Direitos de autor  euronews
De  Katharina Rabillon  & Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

As nebulosas montanhas do País de Gales e uma catedral medieval são o pano de fundo para um programa de férias festivo com um toque local. O baixo-barítono Bryn Terfel. regressa às atuações, na terra que o viu nascer, para um concerto de canções clássicas e temas populares icónicos de Natal, emitido através da internet para todo o mundo.

O espetáculo faz parte do projeto "Met Stars Live in Concert", uma série de recitais de ópera, online, criada pela Ópera Metropolitana de Nova Iorque, numa altura em que muitas salas permanecem encerradas.

"A ideia por trás da série de concertos pay per view é ligar estes grandes artistas ao público e foi por isso que tomámos medidas extremas para produzir concertos na Europa por controlo remoto a partir de Nova Iorque, onde estamos de facto a dirigir a equipa de filmagem e a equipa de iluminação, a cinco mil quilómetros de distância, através de canais via satélite", revela Peter Gelb, diretor-geral da Ópera Metropolitana.

O mistério do País de Gales

As terras galesas parecem encerrar um segredo ainda por revelar. Ninguém sabe ao certo por que é que dali saem tantos grandes cantores. Ainda assim, os músicos parecem ter algumas respostas.

"O galês tem sete vogais, [pronuncia-as] presta-se a ser cantado", afirma Terfel

Para a soprano Natalya Romaniw a explicação vai um pouco mais além.

"Costumamos dizer que, no País de Gales, há algo na água que nos leva a criar tão bons cantores. Há uma espécie de melodia dentro do nosso sotaque e na nossa língua. É uma língua musical".

A participação no projeto permitiu a Bryn Terfel um regresso às origens, onde a música além de ser uma forma de expressão pessoal e emocional, é também um fator de coesão social.

"Cantar na igreja era algo muito importante em criança. Somos agricultores, as quintas estão dispersas por quilómetros umas das outras. Este era o único laço de comunidade que as pessoas tinham para se conhecer umas às outras; era na igreja".