Última hora
This content is not available in your region

Jornalista turco, Can Dündar, condenado a 27 anos de prisão

euronews_icons_loading
Jornalista turco, Can Dündar, condenado a 27 anos de prisão
Direitos de autor  Markus Schreiber/Copyright 2017 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

O jornalista turco, exilado na Alemanha, Can Dündar foi condenado esta quarta-feira, pela justiça turca, a 27 anos de prisão, sob as acusações de ajuda a um grupo terrorista e espionagem.

Antigo chefe de redação do jornal da oposição, Cumhuriyet, Can Dundar tinha já sido condenado em 2016 a 5 anos e dez meses de prisão pela publicação de uma investigação segundo a qual os serviços secretos turcos forneciam armas aos grupos islamitas na Síria.

O caso fez correr muita tinta na Turquia e desencadeou a cólera do presidente Recep Taiyyp Erdogan.

Can Dündar refugiou-se na Alemanha em 2016, após a primeira condenação.

O veredito foi anulado em 2018 por uma instância superior do tribunal e foi iniciado um novo processo por espionagem, um crime que pressupõe penas mais pesadas.

O regime turco acusa o jornalista de ajuda a uma organização terrorista, a rede do intelectual muçulmano Fethulah Gülen.

Gülen está exilado nos Estados Unidos desde 1999 e Ancara acusa-o de ser responsável pela tentativa falhada de golpe de Estado na Turquia, no verão de 2016.