Migrantes continuam ao relento na Bósnia

Migrantes continuam ao relento na Bósnia
Direitos de autor Kemal Softic/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Autoridades ainda sem solução depois do incêndio no campo de Lipa.

PUBLICIDADE

São mais de mil migrantes sem abrigo desde que um incêndio destruiu o campo de Lipa, no noroeste da Bósnia, a 23 de dezembro. Até agora, as autoridades do país ainda não encontraram uma alternativa. Nos últimos dias, as autoridades europeias têm vindo a condenar a gestão da situação que deixou estas pessoas numa posição ainda mais vulnerável.

O Alto Representante para a Política Externa da União Europeia, Josep Borrell, pediu à Bósnia que assuma a responsabilidade por estes migrantes que dormem ao frio desde que o campo de refugiados pegou fogo. Desde 2018, Bruxelas já tranferiu mais de 88 milhões de euros para ajudar refugiados, requerentes de asilo e migrantes na Bósnia, com outros 3,5 milhões a caminho, disse Borrell.

A polícia acredita que o incêndio terá sido desencadeado por alguns migrantes em protesto contra a retirada da Organização Internacional para as Migrações. A Organização geria o campo, mas não recebeu apoio das autoridades bósnias.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Falta de condições para migrantes coloca Bósnia sob pressão

Migrantes em situação dramática na Bósnia

Líderes da União Europeia condenam ataque do Irão a Israel e apelam à contenção