Última hora
This content is not available in your region

Migrantes continuam ao relento na Bósnia

De  euronews
euronews_icons_loading
Migrantes continuam ao relento na Bósnia
Direitos de autor  Kemal Softic/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

São mais de mil migrantes sem abrigo desde que um incêndio destruiu o campo de Lipa, no noroeste da Bósnia, a 23 de dezembro. Até agora, as autoridades do país ainda não encontraram uma alternativa. Nos últimos dias, as autoridades europeias têm vindo a condenar a gestão da situação que deixou estas pessoas numa posição ainda mais vulnerável.

O Alto Representante para a Política Externa da União Europeia, Josep Borrell, pediu à Bósnia que assuma a responsabilidade por estes migrantes que dormem ao frio desde que o campo de refugiados pegou fogo. Desde 2018, Bruxelas já tranferiu mais de 88 milhões de euros para ajudar refugiados, requerentes de asilo e migrantes na Bósnia, com outros 3,5 milhões a caminho, disse Borrell.

A polícia acredita que o incêndio terá sido desencadeado por alguns migrantes em protesto contra a retirada da Organização Internacional para as Migrações. A Organização geria o campo, mas não recebeu apoio das autoridades bósnias.