Última hora
This content is not available in your region

Amesterdão poderá proibir turistas de frequentarem as "coffee shops"

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Amesterdão poderá proibir turistas de frequentarem as "coffee shops"
Direitos de autor  Peter Dejong/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades de Amesterdão estão a debater a proibição dos turistas frequentarem os conhecidos "coffees shops" onde a venda e o consumo de cannabis são autorizados.

A ideia, contudo, é contestada pelos representantes do sector que afirmam que pode ser contraproducente.

Eis a opinião do porta-voz da Associação dos Retalhistas de Cannabis, Joachim Helms:

"Encerrar os cafés aos turistas não vai diminuir o número de turistas que visita a cidade.
Se o plano original é reduzir o número de turistas em Amestaerdão, o que não vai acontecer, ao mesmo tempo cria-se o problema dos vendedores de cannabis nas ruas e dos distúrbios que isso provoca que é exatamente o que se pretende combater", afirma.

A ideia foi avançada pelo presidente da câmara em conjunto com as autoridades policiais como forma de reduzir a quantidade de pessoas que visitam o centro da cidade.

Políticos locais afirmam que Amesterdão sofre de um problema de imagem.

Muitas pessoas consideram a capital dos Países Baixos como a capital das drogas a nível mundial.