Última hora
This content is not available in your region

Eurodeputados exigem medidas contra desemprego e fome

Access to the comments Comentários
De  Isabel Marques da Silva
euronews_icons_loading
Eurodeputados exigem medidas contra desemprego e fome
Direitos de autor  Armando Franca/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Medidas para a criação de emprego e combate às desigualdades agravadas pela pandemia. Este foi um pedido insistente dos eurodeputados ao primeiro-ministro de Portugal, António Costa, esta quarta-feira, em Bruxelas, quando apresentou as prioridades para a presidência da União Europeia neste semestre.

“2021 tem de ser um ano em que falamos de empregos, empregos, empregos e questões económicas. Para o efeito, apoiamos as ideias de uma Europa social. E nesta Europa social o mais importante é que as pessoas tenham emprego, particularmente a geração mais jovem", disse Manfred Weber, eurodeputado alemão que lidera a bancada do centro-direita.

“Numa das regiões mais ricas do mundo, as pessoas passam fome. A miséria atinge todos os segmentos das nossas sociedades, atacando com mais força os jovens. Quero fazer-lhe uma proposta forte que faz todo o sentido: vamos decretar o estado de emergência social!”, afirmou Manon Aubry, eurodeputada francesa que é co-líder da bancada da esquerda radical.

Novo plano do ação

António Costa explicou que um novo plano de ação sobre direitos dos trabalhadores e apoios sociais, a apresentar em março, será central na estratégia de recuperação e espera que parte do novo fundo para enfrentar a crise criada pela pandemia seja desembolsado em breve .

“Eu creio que todos os europeus desejam que nos próximos seis meses possamos avançar fortemente nos 27 Estados-membros com a campanha de vacinação, que é a condição essencial para fazer todo o resto", afirmou o chefe de governo português.

"Precisamos de concluir todas as etapas legislativas para aprovar o novo instrumentos financeiros para termos o histórico novo Fundo de Recuperação e Resiliência a ser utilizado já durante a presidência portuguesa, com uma transferência concreta de dinheiro para as empresas e os cidadãos, para que possamos reanimar a economia europeia", acrescentou António Costa.

Durante a sessão no Parlamento Europeu, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou que será concebido um novo mecanismo de partilha para acelerar a distribuição de vacinas também aos países vizinhos da União Europeia.