Covid-19: Estados-membros da UE autorizados a restringir viagens

Reunião por videoconferência
Reunião por videoconferência Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Países da UE podem impor restrições pontuais nas fronteiras tanto internas como externas, no quadro da luta contra a Covid-19, sem por em causa o Espaço Schengen.

PUBLICIDADE

Os Estados-membros da União Europeia vão poder fazer restrições nas fronteiras, tanto internas como externas, desde que sejam pontuais, no quadro da luta contra a pandemia de Covid-19, em particular das novas estirpes em circulação. No entanto, o Espaço Schengen deve manter-se em funcionamento.

Essa é uma das principais conclusões da reunião por teleconferência dos líderes da UE, na qual a presidente da comissão, Ursula Von der Leyen, disse que todas as viagens não-essenciais eram fortemente desaconselhadas. Portugal já se adiantou e suspendeu todos os voos de e para o Reino Unido, origem de uma das novas estirpes do SARS-Cov2 consideradas mais contagiosas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Europa decide manter fronteiras abertas apesar da pandemia

Apelo ao reforço da Operação Aspide de proteção dos navios do Mar Vermelho

Funcionário sueco da UE detido há dois anos no Irão