Última hora
This content is not available in your region

Tudo em aberto na reta final da Vendée Globe

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa
euronews_icons_loading
Louis Burton a bordo do Bureau Vallée 2
Louis Burton a bordo do Bureau Vallée 2   -   Direitos de autor  Louis Burton / Bureau Vallee 2
Tamanho do texto Aa Aa

A Vendée Globe será decidida na reta final: depois de uma volta ao mundo quase completa e a menos de mil milhas da chegada para os primeiros classificados, tudo está em aberto e a mítica regata viverá a mais disputada conclusão da sua história.

Ao largo dos Açores, o francês Louis Burton arrancou a liderança ao compatriota Charlie Dalin, mas a vantagem é de apenas um punhado de milhas náuticas e ambos são perseguidos de perto pelo alemão Boris Hermann, que conta com um bónus de horas pela assistência no resgate durante o naufrágio de Kevin Escoffier.

O trio apostou numa rota mais direta para Oeste, enquanto os mais próximos perseguidores apontaram para Norte, alongando o trajeto na esperança de apanhar melhores ventos e reduzir a vantagem dos líderes.

Estamos a poucos dias da chegada, a reta final.
Thomas Ruyant
skipper do LinkedOut

Os primeiros deverão alcançar a meta, em Sables d'Olonne, na costa francesa, já na próxima quarta-feira.

Para Armel Tripon, na décima primeira posição, a chegada só está prevista para sábado, mas também já é preparada, depois de mais de dois meses e meio no mar.

Armel Tripon / L’Occitane en Provence
Armel TriponArmel Tripon / L’Occitane en Provence
É domingo e estamos na calma do anticiclone, por isso aproveito a acalmia para fazer uma pequena limpeza, antes da chegada...
Armel Tripon
skipper do L'Occitane en Provence

E entretanto, ao largo do Brasil, Roman Attanasio desespera no meio de uma "bolha" sem vento.

É isto que vivo há 48 horas... Um inferno! É um delírio, não há nada, não há um sopro de ar... Nunca mais vou sair daqui! Dá comigo em doido...
Roman Attanasio
skipper do Pure - Best Western

Editor de vídeo • Rodrigo Barbosa