This content is not available in your region

Reino Unido aposta nos testes porta a porta

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Reino Unido aposta nos testes porta a porta
Direitos de autor  Francois Mori/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved

O Reino Unido aposta nos testes porta a porta, numa altura em que o país se depara com a variante sul-africana do novo coronavírus, depois da despistagem de casos sem ligações a viagens.

Em oito zonas do país. Residentes com 16 anos ou mais, estão a ser aconselhados a ficar em casa e a fazer o teste, independentemente de apresentarem sintomas.

Já identificámos 105 casos desta variante aqui. Onze desses casos parecem não ter nenhuma ligação com viagens internacionais. Atualmente, não há provas que sugiram que esta variante seja mais grave. Mas é preciso analisá-la e é isso que vamos fazer.
Matt Hancock
Secretário da Saúde do Reino Unido

Os casos soaram alarme, acredita-se que a nova variante seja mais infecciosa e, até que a vacinação esteja concluída, pode representar uma ameaça às pessoas mais vulneráveis.

A UE também está a endurecer a sua posição. Bruxelas instaurou novas medidas para quem chega de fora da União Europeia. Só é permitida a entrada de pessoas vindas de países com baixa incidência de Covid-19 e com praticamente nenhuma das variantes mais virulentas.

Também estão a ser impostas restrições entre os vizinhos da União Europeia. Portugal, que assiste a um grande aumento das infeções de Covid-19, também está a limitar a mobilidade na fronteira terrestre com Espanha.As viagens entre os dois países passam a ser permitidas apenas para o transporte de mercadorias ou por motivos de saúde. Trabalhadores no estrangeiro e os portugueses que regressam a casa também podem atravessar a fronteira terrestre.

Em França, as fronteiras com os países vizinhos da UE continuam abertas, mas é preciso apresentar um teste negativo para entrar no país.