Última hora
This content is not available in your region

Benjamin Netanyahu volta a tribunal e declara-se inocente

euronews_icons_loading
Benjamin Netanyahu volta a tribunal e declara-se inocente
Direitos de autor  Reuven Castro/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Benjamin Netanyahuregressou ao tribunal, em Jerusalém. Durante a breve presença perante a justiça, o primeiro-ministro de Israel declarou-se inocente das acusações de corrupção.

No poder há 12 anos, no ano passado foi acusado de ter recebido presentes luxuosos de amigos abastados e de estabelecer uma política de troca de favores com magnatas da comunicação social, para receber uma cobertura mediática favorável.

Esta audiência tinha sido adiada, no mês passado, devido às restrições relacionadas com a pandemia. Benjamin Netanyahu falou de uma "caça às bruxas'' e recusou-se a abandonar o cargo.

Do lado de fora do tribunal ouviram-se as palavras de ordem de manifestantes. Nos últimos meses, os israelitas têm vindo a realizar protestos semanais para pedir a demissão de Benjamin Netanyahu e para criticar a resposta do governo à crise sanitária.