Última hora
This content is not available in your region

Grand Slam de Judo de Tel Aviv: França lidera tabela e medalha de prata para Rochele Nunes

euronews_icons_loading
Grand Slam de Judo de Tel Aviv: França lidera tabela e medalha de prata para Rochele Nunes
Direitos de autor  Federazione internazionale di judo (IJF)
Tamanho do texto Aa Aa

Última jornada do Grand Slam de Judo de Tel Aviv, um dia inesquecível para a campeã Europeia Romane Dicko, que foi imparável e reinou na categoria de +78kg, mas também para a portuguesa Rochele Nunes, vencedora da medalha de prata.

Na final, a francesa venceu a portuguesa após 25 segundos de combate, com uma rotação de anca, seguida de uma imobilização, que lhe valeu ippon.

Romane Dicko, de apenas 21 anos, chegou à final em Tel Aviv depois de recentemente ter vencido o Masters de Judo, em Doha, de em novembro, em Praga, se ter sagrado campeã europeia pela segunda vez, após um triunfo em 2018, e em fevereiro ter chegado ao ouro no Grand Slam de Paris.

A França lidera assim na tabela da prova, com um total de nove medalhas.

Depois de ter tido um ano de 2020 com bons resultados - bronze nos Europeus, bronze no Grand Slam de Paris, bronze no Grande Prémio de Telavive -, Rochele Nunes volta a mostrar, com mais esta medalha, que é um dos nomes fortes do judo português e deverá entrar esta semana no top 10 da qualificação olímpica.

International Judo Federation
Romane Dicko e Rochele Nunes na final.International Judo Federation

As judocas foram condecoradas pela Ministra dos Transportes e Segurança Rodoviária de Israel, Miri Regev.

"Estava pronta para lutar até ao fim e dar o meu melhor. Mas venci logo no primeiro ataque, o que foi bom."
Romane Dicko

A potência holandesa Michael Korrel regressou ao tatami em força, despachando um a um os adversários a caminho da final dos -100kg com um judo rápido e eficaz.

Na final, o holandês lutou frente ao favorito a competir em casa Peter Paltchik, mas provou com uma chave de pernas estar à medida do desafio e sagrou-se campeão.

O Ministro da Cultura e Desporto de Israel Hili Tropper condecorou os judocas.

"Hoje o meu desempenho táctico não foi nada de especial mas estou muito feliz por estar de volta à competição. Às vezes a pressão faz-nos apostar mais no jogo de forças. Mostrei simplesmente o meu estilo de Judo."
Michael Korrel

Em -78kg, a alemã Anna Maria Wagner conquistou o ouro ao vencer a francesa Fanny Estelle Posvite.

A medalhista Olímpica e campeã mundial Yarden Gerbi premiou a judoca.

Em -90kg, o georgiano Lasha Bekauri venceu mais uma vez o antigo campeão mundial Nikoloz Sherazadishvili, da Espanha.

Lazlo Toth, membro da Comissão Coordenadora da Direção da Federação Internacional de Judo e Presidente da Federação Húngara de Judo, apresentou as medalhas da categoria.

A Geórgia conquistou mais uma medalha de ouro, em +100kg, pelas mãos de Gela Zaalishvili, que superou o adversário russo Tamerlan Bashaev por ippon.

Alex Gilady, membro do Comité Olímpico Internacional e Vice-presidente da Comissão Coordenadora dos Olímpicos de Tóquio, condecorou o judoca.

Os movimentos do dia foram dois: primeiro, o ataque explosivo do Israelita Serafim Kompaniez, e o segundo, o incrível e apaixonado Ashi-Waza do Azeri Elmar Gasimov.

Portugal contou com oito judocas no Grand Slam de Tel Aviv, donde se destacam, para além de Rochele Nunes, a judoca Catarina Costa, que terminou, na quinta-feira, primeiro dia da prova, no quinto lugar em -48kg, depois de perder no combate para a medalha de bronze.