This content is not available in your region

Grand Slam de Judo de Tel Aviv: França lidera tabela e medalha de prata para Rochele Nunes

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Grand Slam de Judo de Tel Aviv: França lidera tabela e medalha de prata para Rochele Nunes
Direitos de autor  Federazione internazionale di judo (IJF)

Última jornada do Grand Slam de Judo de Tel Aviv, um dia inesquecível para a campeã Europeia Romane Dicko, que foi imparável e reinou na categoria de +78kg, mas também para a portuguesa Rochele Nunes, vencedora da medalha de prata.

Na final, a francesa venceu a portuguesa após 25 segundos de combate, com uma rotação de anca, seguida de uma imobilização, que lhe valeu ippon.

Romane Dicko, de apenas 21 anos, chegou à final em Tel Aviv depois de recentemente ter vencido o Masters de Judo, em Doha, de em novembro, em Praga, se ter sagrado campeã europeia pela segunda vez, após um triunfo em 2018, e em fevereiro ter chegado ao ouro no Grand Slam de Paris.

A França lidera assim na tabela da prova, com um total de nove medalhas.

Depois de ter tido um ano de 2020 com bons resultados - bronze nos Europeus, bronze no Grand Slam de Paris, bronze no Grande Prémio de Telavive -, Rochele Nunes volta a mostrar, com mais esta medalha, que é um dos nomes fortes do judo português e deverá entrar esta semana no top 10 da qualificação olímpica.

International Judo Federation
Romane Dicko e Rochele Nunes na final.International Judo Federation

As judocas foram condecoradas pela Ministra dos Transportes e Segurança Rodoviária de Israel, Miri Regev.

"Estava pronta para lutar até ao fim e dar o meu melhor. Mas venci logo no primeiro ataque, o que foi bom."
Romane Dicko

A potência holandesa Michael Korrel regressou ao tatami em força, despachando um a um os adversários a caminho da final dos -100kg com um judo rápido e eficaz.

Na final, o holandês lutou frente ao favorito a competir em casa Peter Paltchik, mas provou com uma chave de pernas estar à medida do desafio e sagrou-se campeão.

O Ministro da Cultura e Desporto de Israel Hili Tropper condecorou os judocas.

"Hoje o meu desempenho táctico não foi nada de especial mas estou muito feliz por estar de volta à competição. Às vezes a pressão faz-nos apostar mais no jogo de forças. Mostrei simplesmente o meu estilo de Judo."
Michael Korrel

Em -78kg, a alemã Anna Maria Wagner conquistou o ouro ao vencer a francesa Fanny Estelle Posvite.

A medalhista Olímpica e campeã mundial Yarden Gerbi premiou a judoca.

Em -90kg, o georgiano Lasha Bekauri venceu mais uma vez o antigo campeão mundial Nikoloz Sherazadishvili, da Espanha.

Lazlo Toth, membro da Comissão Coordenadora da Direção da Federação Internacional de Judo e Presidente da Federação Húngara de Judo, apresentou as medalhas da categoria.

A Geórgia conquistou mais uma medalha de ouro, em +100kg, pelas mãos de Gela Zaalishvili, que superou o adversário russo Tamerlan Bashaev por ippon.

Alex Gilady, membro do Comité Olímpico Internacional e Vice-presidente da Comissão Coordenadora dos Olímpicos de Tóquio, condecorou o judoca.

Os movimentos do dia foram dois: primeiro, o ataque explosivo do Israelita Serafim Kompaniez, e o segundo, o incrível e apaixonado Ashi-Waza do Azeri Elmar Gasimov.

Portugal contou com oito judocas no Grand Slam de Tel Aviv, donde se destacam, para além de Rochele Nunes, a judoca Catarina Costa, que terminou, na quinta-feira, primeiro dia da prova, no quinto lugar em -48kg, depois de perder no combate para a medalha de bronze.