Judoca israelita Sagi Muki conquista ouro no Grand Slam de Telavive

Sagi Muki bateu o rival turco Vedat Albayrak em apenas 12 segundos
Sagi Muki bateu o rival turco Vedat Albayrak em apenas 12 segundos Direitos de autor Euronews / IJF
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Atleta impôs-se sobre o turco Vedat Albayrak na categoria de -81 kg

PUBLICIDADE

Ao segundo dia do Grand Slam de Telavive, os amantes do judo aguardaram com expectativa a chegada do ex-campeão do mundo, Sagi Muki.

O herói israelita estava à procura do melhor desempenho num espaço que o viu ter tanto sucesso ao longo dos anos.

Depois de uma vitória impressionante na semifinal, o público acreditou e na final foi impossível conter a emoção.

Ouviram-se gritos de alegria assim que Muki selou a vitória em apenas 12 segundos, na categoria de -81 kg, e se impôs sobre o rival turco Vedat Albayrak.

Uma conquista com um sabor especial porque foi o primeiro ouro de Sagi Muki desde o histórico triunfo no Campeonato do Mundo em 2019.

O presidente da Associação Israelita de Judo, Moshe Ponte, atribuiu a medalha de ouro ao atleta, que deixou uma mensagem emocionada para os fãs.

“Quero agradecer a todos do fundo do coração. Assistir ao carinho do público israelita é muito importante para mim. Saber que gostam do meu desempenho. Todo o esforço, todo o trabalho duro, tudo vale a pena por eles, pelo apoio, pelo amor deles”, sublinhou Muki.

Catherine Beauchemin-Pinard impõe-se nos -63 kg

Na categoria de -63 kgCatherine Beauchemin-Pinard, medalha de bronze olímpica, perpetuou o domínio canadiano, conquistando outro ouro no Grand Slam com uma chave de braço impressionante.

O diretor-geral da Federação Internacional de Judo (FIJ), Vlad Marinescu, atribuiu as medalhas.

“O público aqui é incrível e é um jogo muito mental. (...) Vejo o erro que cometi em Paris e corrigi aqui. Funcionou muito bem”, ressalvou a judoca canadiana.

Já o suíço Nils Stump capitalizou num dia repleto de surpresas na categoria de -73 kg e chegou à final.

Bateu o veterano alemão Igor Wandtke no ponto de ouro e conseguiu o segundo título do Grand Slam.

Foi condecorado por George Teseleanu, convidado da Federação Internacional de Judo.

Na categoria dos -70 kg, a francesa Margaux Pinot conquistou o ouro após uma jornada em grande.

Recebeu a medalha da mão de Cosmin Balcacean, convidado da Federação Internacional de Judo.

O público foi brindado com um dia inesquecível em mais uma jornada história para o judo israelita.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Judo: Azerbaijão fecha Grand Slam de Baku no topo

Azerbaijão domina o segundo dia do Grand Slam de Judo

Sueca Tara Babulfath brilha no arranque do Grand Slam de Judo em Baku