Última hora
This content is not available in your region

Ex-agente sírio condenado na Alemanha

De  Rodrigo Barbosa com AFP / EFE
euronews_icons_loading
Ex-agente sírio condenado na Alemanha
Direitos de autor  THOMAS LOHNES/AFP
Tamanho do texto Aa Aa

A justiça alemã condenou um ex-agente dos serviços secretos sírios a quatro anos e meio de prisão por "cumplicidade em crimes contra a humanidade", naquele que é o primeiro processo no mundo ligado aos abusos cometidos pelo regime de Bashar al-Assad.

O tribunal estatal de Coblença considerou que o sírio Eyad al-Gharib, de 44 anos, é culpado da detenção e cumplicidade na tortura de várias dezenas de manifestantes num protesto em 2011 contra o regime em Douma, nos arredores de Damasco.

A menos de três semanas do décimo aniversário do início do movimento popular contra o regime sírio, a 15 de março de 2011, é a primeira vez que uma instância legal se pronuncia num processo ligado à violenta repressão conduzida por Damasco contra as manifestações organizadas na sequência da "Primavera Árabe".