EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Joe Biden aponta a independência do vírus a 4 de julho

Presidente dos EUA proferiu discurso à nação da ala leste da Casa Branca
Presidente dos EUA proferiu discurso à nação da ala leste da Casa Branca Direitos de autor AP Photo/Andrew Harnik
Direitos de autor AP Photo/Andrew Harnik
De  Francisco Marques com Associated Press
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente dos Estados Unidos ratificou pacote de ajuda de 1,9 biliões de dólares e anunciou alargamento da vacinação a todos os adultos no país a 1 de maio

PUBLICIDADE

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, aproveitou o primeiro discurso à nação, esta quinta-feira à noite, para anunciar o princípio do fim da epidemia, que poderá já ser celebrado ao ar livre no Dia da Independência da nação.

Após decretar um pacote de ajuda de 1,9 biliões de dólares, Biden proferiu da ala leste da Casa Branca o primeiro discurso televisivo à nação, onde anunciou, entre outras coisas, o alargamento a 1 de maio da vacinação a todos os adultos do país. Atualmente, o plano respeita níveis prioritários por idade ou estado de saúde.

O discurso aconteceu no final de um dia em que foi assinalado um ano sobre a OMS ter declarado estado de pandemia e na véspera do aniversário do caso "um milhar" nos Estados Unidos.

Depois deste longo e difícil ano, vamos tornar o Dia da Independencia realmente especial. Não só vamos celebrar a nossa independencia como nação, mas também assinalar a nossa independência do vírus.

"Mas, para isso, não podemos baixar agora a guarda. Esta luta está ainda longe do fim.
Joe Biden
Presidente dos Estados Unidos

Com a oposição em bloco dos Republicanos, que criticam a alegada falta de investimento na vacinação e no setor da saúde na primeira linha de combate à Covid-19, o terceiro plano de ajuda financeira em contexto de epidemia nos Estados Unidos, o primeiro da nova administração, foi aprovado pela câmara dos Representantes, dominada apelos democratas, e depois ratificado pelo Presidente.

Embora mantendo alertas para se manterem os gestos barreira e o respeito pelas medidas de contenção do SARS-CoV-2, sem perspetivar o regresso dos grandes eventos com púbico, Joe Biden antecipou um 4 de julho em que os norte-americanos já vão poder celebrar com churrascadas ao ar livre entre amigos e familiares o Dia da Independência.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Joe Biden critica permissão "neandertal" de tirar a máscara

Todos os adultos americanos vão ter uma vacina disponível até junho

Joe Biden diz que os EUA estão de volta