Última hora
This content is not available in your region

"Kuduristas da Caparica" dançam para combater a solidão

euronews_icons_loading
Kuduristas da Caparica junto a uma das suas "vovós"
Kuduristas da Caparica junto a uma das suas "vovós"   -   Direitos de autor  TIAGO PETINGA/ 2021 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.
Tamanho do texto Aa Aa

As serenatas são já uma raridade nos dias que correm mas na cidade portuguesa da Costa da Caparica, o conceito foi reinventado e adaptado aos tempos modernos. São estas serenatas dos novos tempos que trazem um pouco de animação aos idosos que vivem isolados.

Os responsáveis são os "Kuduristas da Caparica" cinco jovens (Rafaela Silva, Diana Ramos, Miguel Graça, Gonçalo Silvestre e Joana Silva) que se juntaram para promover o envelhecimento ativo através da dança, numa iniciativa que se insere no projeto "Não estamos sós", da Santa Casa da Misericórdia de Almada. A ideia é simples, visitar os menos jovens, ligar a música e simplesmente dançar. Os mais corajosos não resistem a juntar-se para um passinho de dança.

Joana Silva explica que os jovens por trás da iniciativa começaram a dançar kuduro em setembro do ano passado e que em janeiro, se voluntariaram junto do Centro Social da Trafaria para começar a visitar os idosos que se encontravam sozinhos em casa.

A ideia começou com oito utentes do centro de dia mas rapidamente se alastrou aos vizinhos. Hoje, a visita dos kuduristas é um dia de festa.

Editor de vídeo • Bruno Sousa