Putin "vai pagar" pela interferência nas eleições diz Joe Biden

Access to the comments Comentários
De  euronews
Putin "vai pagar" pela interferência nas eleições diz Joe Biden
Direitos de autor  AP Photo

Joe Biden considera Vladimir Putin um "assassino" e também ameaçou "fazê-lo pagar" pela interferência russa nas eleições norte-americanas do ano passado. Um relatório dos serviços secretos dos Estados Unidos concluiu que o presidente russo provavelmente esteve por trás das tentativas de influenciar a votação a favor de Donald Trump. 

Entretanto a Rússia retaliou. Nas redes sociais, o presidente da Câmara Baixa do Parlamento russo, Viatcheslav Volodin, disse que os comentários de Biden são um "ataque" à Rússia e que o Presidente dos Estados Unidos insultou os cidadãos russos com as suas declarações.

Para o porta-voz de Vladimir Putin, Dmitry Peskov, as acusações são infundadas: “Não concordamos com as conclusões deste relatório em relação ao nosso país. A Rússia não interferiu nas eleições anteriores (em 2016) nem nas eleições de 2020, mencionadas neste relatório.”

O relatório divulgado na terça-feira diz que Putin autorizou operações de influência para minar a confiança nas eleições e acentuar as divisões sociais no país. O objetivo seria prejudicar a reputação de Biden e impulsionar Donald Trump.

O documento também assinala que a Rússia tentou boicotar a candidatura de Biden porque considerava que a sua posição era contrária aos interesses do Kremlin. No entanto, o relatório também sublinha que nenhum governo estrangeiro comprometeu os resultados finais.