Última hora
This content is not available in your region

Putin "vai pagar" pela interferência nas eleições diz Joe Biden

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Putin "vai pagar" pela interferência nas eleições diz Joe Biden
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Joe Biden considera Vladimir Putin um "assassino" e também ameaçou "fazê-lo pagar" pela interferência russa nas eleições norte-americanas do ano passado. Um relatório dos serviços secretos dos Estados Unidos concluiu que o presidente russo provavelmente esteve por trás das tentativas de influenciar a votação a favor de Donald Trump.

Entretanto a Rússia retaliou. Nas redes sociais, o presidente da Câmara Baixa do Parlamento russo, Viatcheslav Volodin, disse que os comentários de Biden são um "ataque" à Rússia e que o Presidente dos Estados Unidos insultou os cidadãos russos com as suas declarações.

Para o porta-voz de Vladimir Putin, Dmitry Peskov, as acusações são infundadas: “Não concordamos com as conclusões deste relatório em relação ao nosso país. A Rússia não interferiu nas eleições anteriores (em 2016) nem nas eleições de 2020, mencionadas neste relatório.”

O relatório divulgado na terça-feira diz que Putin autorizou operações de influência para minar a confiança nas eleições e acentuar as divisões sociais no país. O objetivo seria prejudicar a reputação de Biden e impulsionar Donald Trump.

O documento também assinala que a Rússia tentou boicotar a candidatura de Biden porque considerava que a sua posição era contrária aos interesses do Kremlin. No entanto, o relatório também sublinha que nenhum governo estrangeiro comprometeu os resultados finais.