Última hora
This content is not available in your region

"Hortas Cariocas" mudam a vida na favela

euronews_icons_loading
Horta comunitária de Manguinhos
Horta comunitária de Manguinhos   -   Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

É a maior horta comunitária da América Latina e mudou radicalmente o dia-a-dia na favela de Manguinhos. Onde se consumia droga, atualmente trabalha-se a terra graças ao programa "Hortas Cariocas", criado pela prefeitura do Rio de Janeiro em 2006.

Júlio César Barros foi o homem por trás da iniciativa, que tinha dois objetivos bem claros:

«"Deselitizar" o consumo do alimento orgânico e ocupar áreas que estavam próprias para ocupação e sujeitas a riscos como deslizamentos (de terra) ou inundações.»

O projeto está presente em 49 localidades cariocas e só na horta de Manguinhos, criada em 2013, são produzidas duas toneladas de alimentos orgânicos por mês por 21 funcionários a tempo inteiro.

A produção destina-se à comunidade e o lucro da venda dos alimentos também, beneficiando cerca de 20 mil famílias do Rio de Janeiro. O programa já foi classificado pela ONU como essencial para alcançar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e será expandido pela autarquia até 2024.

Editor de vídeo • Bruno Sousa