Última hora
This content is not available in your region

Incêndio devastador em campo de refugiados Rohingya

euronews_icons_loading
Incêndio devastador em campo de refugiados Rohingya
Direitos de autor  Shafiqur Rahman/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 15 mortos, meia centena de feridos e 45.000 deslocados é o balanço de um incêndio que destruiu um campo de refugiados Rohingya no sudeste do Bangladeche.

Os números avançados pelo Auto Comissariado da ONU para os Refugiados são ainda provisórios, já que pelo menos 400 pessoas estão ainda dadas como desaparecidas.

"Antes de começar o incêndio os meus filhos foram estudar na escola islâmica e não os vi quando voltaram. Encontrei os dois mais velhos, mas continuo sem saber nada do mais novo", explicava uma residente.

Perto de um milhão de Rohingyas, minoria muçulmana do Myanmar, vivem em condições miseráveis em campos na região de Cox's Bazar, depois de terem fugido à perseguição militar no país de origem em 2017.

O responsável da ONG Save The Children na zona, Maheen Chowdhury, explica que, quando fugiram do incêndio, centenas de crianças ficaram separadas dos pais, por isso, "foram lançados esforços coordenados para reunir pais e crianças".

Trabalhadores do Programa Alimentar Mundial no terreno relatam "cenas terríveis de devastação e desespero". A Organização Mundial para as Migrações já prometeu um milhão de dólares em ajuda imediata.