Última hora
This content is not available in your region

Deliveroo afunda na Bolsa

euronews_icons_loading
(imagem de arquivo)
(imagem de arquivo)   -   Direitos de autor  Robert Stevens/AP/Archivo
Tamanho do texto Aa Aa

A empresa britânica de entregas ao domicílio Deliveroo teve, esta quarta-feira, uma estreia dececionante na bolsa de Londres. Após uma Oferta Pública Inicial de grandes dimensões, a Deliveroo começou as negociações a perder 30% do seu valor, terminando o dia de ontem a negociar nos 14% negativos.

Os investidores mostraram-se críticos em relação ao modelo de negócio onde o principal problema seria o facto de os trabalhadores não terem qualquer vínculo laboral.

Os estafetas mostram-se apreensivos pois se, segundo eles, as condições não eram as melhores, antes da entrada em bolsa, agora temem que piorem. São da opinião que o objetivo deste tipo de negócio é fazer com que os investidores tenham o máximo lucro, esquecendo-se, por vezes dos interesses dos trabalhadores.

A Deliveroo tem-se defendido, afirmando que os seus estafetas, cerca de 100.000 em 800 cidades de todo o mundo, valorizam a flexibilidade que o trabalho proporciona.

No entanto, está já marcada para a próxima semana uma grande manifestação dos seus trabalhadores que exigem melhores condições de trabalho e salários mais elevados.