This content is not available in your region

Ex-príncipe herdeiro da Jordânia diz estar em prisão domiciliária

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Ex-príncipe herdeiro da Jordânia diz estar em prisão domiciliária
Direitos de autor  KHALIL MAZRAAWI/AFP or licensors

A Jordânia abalada por uma onda de tensão no topo da monarquia. O meio-irmão do rei Abdullah II da Jordânia afirma que foi colocado em prisão domiciliária pelas autoridades do país.Num vídeo que chegou aos meios de comunicação social, Hamzah bin Al-Hussein**acusou o "sistema" do país de incompetência e corrupção**.

Fez esta declaração depois das autoridades jordanas terem informado que dois ex-altos funcionários e outros suspeitos foram detidos no âmbito de uma campanha de detenções por "motivos de segurança".

Os países do Médio Oriente expressaram o seu apoio ao rei Abdullah II, sublinhando a necessidade de preservar "a segurança e a estabilidade" na Jordânia.

O reino também conta com o apoio dos Estados Unidos, com quem o rei manteve relações de proximidade na era de Donald Trump. Hamzah foi destituído do título em 2004. Terá sido punido por participar em reuniões nas quais o rei terá sido criticado. No entanto, o ex-príncipe herdeiro da Jordânia nega fazer parte de qualquer movimento de conspiração.