Última hora
This content is not available in your region

Covid-19: Europa começa a desconfinar, mas com cautela

euronews_icons_loading
Covid-19: Europa começa a desconfinar, mas com cautela
Direitos de autor  Frank Augstein/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Vários países da Europa começam a desconfinar de forma gradual. O Reino Unido vai entrar na segunda fase do desconfinamento na próxima semana. Lojas, ginásios e cabeleireiros reabrem; pubs e restaurantes podem começar a vender ao postigo, a partir do dia 12 de abril.

Também os lares vão poder receber visitas, mas com limitações. Só são permitidas duas pessoas para cada utente.

Já foram vacinadas 31 milhões de pessoas em todo o país mas o primeiro-ministro pede cautela.

"Não podemos ser complacentes", disse Boris Johnson numa conferência de imprensa. "Ainda não sabemos quão forte será o escudo da vacina quando os casos começarem a aumentar - receio que aconteça - e é por isso que dizemos: por favor, tome a vacina ou a segunda dose quando chegar a sua vez", apelou o primeiro-ministro britânico.

Na Grécia, as pequenas e médias empresas de serviços não essenciais reabriram em algumas regiões, esta segunda-feira. Mas também com limitações: Só é permitida uma pessoa por cada 25 metros quadrados e, nos serviços como cabeleireiros, é obrigatória marcação. Os centros comerciais permanecem fechados.

Esta reabertura faseada acontece depois de dois meses de portas encerradas, naquele que foi o terceiro confinamento do país.

Em Portugal, os alunos do ensino secundário regressaram às aulas e as esplanadas voltaram a ser permitidas em todo o território, mas, à semelhança de vários países na Europa, com cautela. Em cada mesa de café ou restaurante só podem estar quatro pessoas no máximo. Esta segunda-feira também voltou a ser possível surfar ou fazer outros desportos individuais, no mar. Já em terra, ginásios e museus têm agora a porta aberta.