Rússia aumenta presença militar na fronteira com a Ucrânia

Rússia aumenta presença militar na fronteira com a Ucrânia
Direitos de autor  Кадр из видео пресс-службы президента Украины via AFP
De  euronews

Desde 2014 que o perdura perdura no leste da Ucrânia entre separatistas apoiados pela Rússia e forças governamentais

Imagens captadas pelo canal britânico Sky News mostram a chegada de forças russas a uma região próxima à fronteira com a Ucrânia. 

Os militares russos já teriam estabelecido uma base militar incluindo um campo de treino. 

Moscovo justifica a decisão com a instabilidade que perdura na região oriental da Ucrânia.

"Temos ao nosso lado um país à beira de uma guerra civil. Um país cuja liderança, e não excluimos isto, pode de novo considerar resolver os problemas internos pela força. Será perigoso para nós? Claro que é perigoso. Deveriamos tomar medidas para garantir a nossa segurança? Si, devemos. É isso que estamos a fazer. Como movimentamos as tropas no nosso território é da nossa conta. A Rússia nunca fez parte deste conflito. Mas a Rússia disse sempre que não seria indiferente ao destino dos cidadãos que falam russo e que vivem no sudeste do país", afirmou Dmitry Peskov, o secretário de imprensa do Presidente Vladimir Putin.

Na semana passada o presidente ucraniano,Volodymyr Zelensky, visitou a frente oriental para falar com as forças ucranias estacionadas no terreno. 

Volodymyr Zelensky teria ainda feito um pedido oficial para falar com o presidente russo Vladimir Putin a fim de discutir a acumulação de forças russas junto à fronteira.

Desde a anexação da Crimeia pela Rússia em 2014 que os combates se sucedem na região oriental da Ucrânia entre separatistas apoiados pela Rússia e forças governamentais.

Notícias relacionadas