Última hora
This content is not available in your region

Vacinação contra a covid-19 marca Cimeira Ibero-Americana

euronews_icons_loading
Vacinação contra a covid-19 marca Cimeira Ibero-Americana
Direitos de autor  Alberto Estevez/AP
Tamanho do texto Aa Aa

A crise sanitária e as alterações climáticas marcaram os trabalhos da XXVI Cimeira Ibero-Americana. Por causa da pandemia, o encontro aconteceu de forma semipresencial. António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa estão entre os poucos chefes de Estado e de Governo que participaram fisicamente neste encontro em Andorra.

Nuns discurso por videoconferência o secretário-geral das Nações Unidas criticou o nacionalismo em torno das vacinas contra a covid-19. António Guterres disse que o mundo está perante "a maior prova moral de sempre".

O primeiro-ministro português garantiu que Portugal está a esforçar-se, em conjunto com a União Europeia, para que o mundo se vacine contra a covid-19. Para António Costa, a humanidade precisa “urgentemente de um tratado internacional para as pandemias”.

O Papa Francisco enviou uma mensagem à Cimeira a apelar para uma "vacinação extensiva" para acabar com a pandemia e lembrou "os milhões de vítimas e doentes" de uma emergência que "não fez distinções e atingiu a todos"

A vacinação contra a covid-19 acabou por ser o tema principal da Cimeira Ibero-Americana. No final, os países do grupo concordaram em falar a "uma só voz" para defender o acesso equitativo e universal às vacinas.