Última hora
This content is not available in your region

Colónias de focas aumentam em Calais

euronews_icons_loading
Colónias de focas aumentam em Calais
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Perto de Calais, cidade do norte de França, conhecida pelos movimentos migratórios em direção ao Reino Unido, cresce uma nova preocupação. As colónias de focas cinzentas e comuns aumentam a olhos vistos. Uma situação inabitual e que está a criar problemas até para os próprios animais.

Jean-Michel Charpentier, diretor de um abrigo da Liga Protetora dos Animais em Calais, explicava que "a atividade normal situa-se entre as 50 e 60 crias de focas por ano para duas espécies, focas cinzentas e focas comuns. Hoje, com esta grande população na zona, e todos os problemas que tivemos, nasceram 47 focas em três meses, focas que estavam encalhadas e que tivemos de levar para o centro de reabilitação para serem tratados".

Um problema para estes mamíferos e para outros, os humanos. A coabitação não é pacífica. Se por um lado eles atraem olhares curiosos, por outro acabam por provocar medo e às vezes pequenos incidentes.

Quanto às focas elas são mantidas no abrigo até terem idade suficiente para regressarem ao mar em segurança.