EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Europa em modo de desconfinamento

Europa em modo de desconfinamento
Direitos de autor Filippo Ciappi/LaPresse/Filippo Ciappi
Direitos de autor Filippo Ciappi/LaPresse/Filippo Ciappi
De  Ricardo Figueira
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cafés reabrem em Veneza e corridas de touros voltam a Madrid.

Itália

PUBLICIDADE

Mesmo se os turistas estrangeiros que habitualmente enchem a cidade não são muitos, as esplanadas de Veneza encheram e os gondoleiros têm agora mais trabalho.

Pela primeira vez em vários meses, a região do Veneto, em Itália, é considerada zona amarela, o que permite a reabertura do comércio. Já só seis regiões italianas estão com restrições que impedem a abertura do comércio, tal como uma pequena comunidade no centro do país onde foi declarado um surto da variante indiana. A vida volta, pouco a pouco, ao normal, num país que foi um dos mais martirizados pela Covid-19 na Europa.

França

Também aqui estão a ser dados passos em direção a um regresso ao normal, mesmo se os números continuam preocupantes. A partir de hoje, acaba o limite de dez quilómetros, a contar de casa, para as deslocações permitidas. É a primeira fase de um plano de reabertura que prevê quatro fases.

Espanha

Regressou um dos símbolos do país, com a Praça de Touros de Las Ventas, em Madrid, a acolher novamente uma corrida e com a Feria de San Isidro confirmada, embora na vizinha praça de Vistalegre e não em Las Ventas, como é habitual. A lotação está limitada a 40%.

Este regresso da festa brava à principal arena do país não acontece sem alguma polémica, já que estamos em vésperas de eleições na Comunidade de Madrid e enquanto outros grandes eventos, como os desportivos, continuam vedados ao público.

Países Baixos

Apesar do alívio nas restrições, continuam os protestos contra as medidas do governo. Em Amesterdão, cerca de mil pessoas participaram numa autointitulada "marcha da liberdade", para pedir o levantamento imediato das medidas restritivas contra a Covid, consideradas antidemocráticas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidente da Câmara de Paris nada nas águas do rio Sena

EX-membro do Exército de Libertação do Kosovo condenado a 18 anos de prisão

15 000 militares já estão em Paris para garantir segurança dos Jogos Olímpicos