EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Joe Biden anuncia novas metas na vacinação contra a covid-19

Presidente Joe Biden discursa sobre a Covid-19 na Casa Branca
Presidente Joe Biden discursa sobre a Covid-19 na Casa Branca Direitos de autor AP Photo/Evan Vucci
Direitos de autor AP Photo/Evan Vucci
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente norte-americano quer vacinar, com pelo menos uma dose, 70% dos adultos até ao Dia da Independência, a 04 de julho.

PUBLICIDADE

O presidente norte-americano fixou um novo objetivo para a vacinação contra a covid-19 nos Estados Unidos. Depois de níveis recorde de vacinação, o número diário de pessoas que recebem a vacina está a diminuir. 

Até agora, mais de 56% dos adultos receberam pelo menos uma dose e quase 105 milhões estão totalmente vacinados. Esta terça-feira, Joe Biden pediu aos norte-americanos para aderirem à campanha de vacinação e falou numa escolha de "vida ou morte". O presidente disse que o objetivo do governo é ter até 4 de Julho 70% dos americanos adultos com pelo menos uma dose da vacina e 160 milhões de americanos totalmente vacinados. “Isto significa administrar cerca de 100 milhões de vacinas nos próximos 60 dias", sublinhou Biden

“As vacinas são seguras”

No terreno, as equipas de apoio à campanha de vacinação percorrem os bairros para informar os residentes, convencer os indecisos e provar que as vacinas são seguras e eficazes.

Anthony Brinson colabora na campanha de vacinação na cidade de Detroit. Diz que quer garantir que todos as pessoas sabem onde ir, o que fazer e para onde ligar.

A maioria quer ser vacinada mas há trabalho a fazer com os indecisos. Nicola Sbrocca é um deles. Tem familiares que sofreram efeitos secundários depois da primeira dose e agora não sabe o que fazer.

A covid-19 já matou mais de 2 mil pessoas na cidade de Detroit. As autoridades municipais confirmaram mais de 47 mil casos desde o início da pandemia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Dinamarca rejeita vacinar população com vacina da Johnson & Johnson's

UE quer garantir vacinas para os próximos anos

Biden chama nações "xenófobas" à Índia e Japão