Última hora
This content is not available in your region

UE quer garantir vacinas para os próximos anos

euronews_icons_loading
UE quer garantir vacinas para os próximos anos
Direitos de autor  ARIS OIKONOMOU/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Os europeus vão ter acesso a vacinas mais eficazes contra as novas variantes de covid-19. A Comissão Europeia está a negociar a compra de 1,8 mil milhões de doses de vacinas para os próximos dois anos.

Esta quinta-feira, a comissária europeia da Saúde revelou que já foram administradas 117 milhões de doses de vacinas na União Europeia e que mais de 30 milhões de cidadãos do bloco estão totalmente vacinados.

Numa audição por videoconferência na Comissão do Ambiente, da Saúde Pública e da Segurança Alimentar do Parlamento Europeu, Stella Kyriakides defendeu uma forte união sanitária que coloque a saúde em primeiro lugar, para que o bloco fique melhor preparado para enfrentar as ameaças à saúde.

Kyriakides considera que “para proteger os cidadãos é preciso estar um passo à frente”.

Espanha

Em Espanha, pessoas com idades entre os 70 e os 79 anos vão começar a receber a vacina da Johnson and Johnson. O país vai receber esta semana 300 mil doses da vacina de toma única.

Alemanha

A Alemanha vai comprar 30 milhões de doses da Sputnik V enquanto espera a aprovação da Agência Europeia de Medicamentos. A vacina russa está registada em 61 países, mas ainda não tem a luz verde da EMA.

Hungria

Na Hungria mantém-se um recolher obrigatório às 23h, mas os espaços ao ar livre podem funcionar até às 21h30. Ao fim-de-semana, podem abrir as esplanadas e os restaurantes.

Irlanda

Bruxelas ainda não tomou uma decisão, mas a Irlanda diz que quer juntar-se à Comissão Europeia num possível processo judicial contra a AstraZeneca. O ministro da Saúde irlandês diz que o contrato com a farmacêutica já ultrapassou o "fracasso total" no cumprimento da entrega para Abril, Maio e Junho.