Última hora
This content is not available in your region

Grande começo para a Rússia em Kazan

euronews_icons_loading
Grande começo para a Rússia em Kazan
Direitos de autor  from Euronews video
Tamanho do texto Aa Aa

O Judo regressou à Rússia no primeiro dia do Grand Slam de Kazan!

Irina Dolgova, a favorita da Rússia, esteve na final de -48kg contra a antiga Campeã Mundial Funa Tonaki . Enfrentando a multidão que apoiava a oponente, a judoca japonesa conseguiu impor-se a Dolgova com um osaekomi para ippon, garantindo a Medalha de Ouro!

Os galardões foram distribuídos pelo Presidente da Federação Internacional de Judo, Marius Vizer.

De um antigo Campeão Mundial para um atual, na categoria de -60kg Lukhumi Chkvimiani regressou, finalmente, à plena forma. Falhando todos os pódios desde os Mundiais, o georgiano esteve numa missão durante todo o dia, e ficou feliz por, mais uma vez, receber não apenas uma medalha, mas o cobiçado Ouro. Com os Mundiais, em Budapeste, ao virar da esquina, será que ele conseguirá defender o título?

Coube ao vice-presidente da Federação Internacional de Judo, Sergey Soloveychik, entregar a medalha a Chkvimiani.

De Campeão Mundial para Campeão Mundial, uma das maiores estrelas do Judo Mundial brilhava novamente. Depois de uma atuação primorosa em Tachkent, no mês passado, Uta Abe mostrou, mais uma vez, o seu estilo de Judo, com grandes lançamentos, e grandes sorrisos. Ela parece certamente imbatível ao tornar-se a Mulher do Dia.

A judoca japonesa recebeu a medalha das mãos do secretário-geral da Federação Internacional de Judo, Jean Luc Rouge.

Abe referiu que há muitas adversárias fortes à sua frente, tais como a medalhista olímpica de ouro do Rio, Majlinda Kelmendi, e a francesa Amandine Buchard, mas sublinhou que a maior adversária é ela própria e por isso vai trabalhar arduamente para se conquistar.

A vitória de Murad Chopanov sobre Dzmitry Minkou, da Bielorrússia, foi o ponto alto do dia para a multidão da casa. Chopanov garantiu a primeira medalha de ouro da Rússia no torneio, fazendo dele o homem do dia!

A medalha foi-lhe entregue pelo vice-presidente da Federação Russa de Judo, Mikhail Cherkasov.

"Para ser honesto, é um dos melhores sentimentos, ganhar em casa. Especialmente hoje, como o meu pai e os meus irmãos estiveram aqui, foi ainda melhor. Não podia dar-me ao luxo de perder porque os que me eram próximos estavam aqui a ver", sublinhou Chopanov.

No entanto, as esperanças russas foram goradas na categoria de -57kg, uma vez que a francesa Helene Receveaux, a número dois, derrotou a russa Daria Mezhetskaia. Receveaux mostrou-se satisfeita por receber o seu primeiro ouro no Grand Slam em 6 anos!

O Presidente da Federação de Judo da República do Tartaristão, Pavel Nikolaev, distribuiu as medalhas.

Não se pode ter um torneio de Judo na Rússia sem esperar uma luta! Os adeptos puderam regressar às arenas e vibraram com a competição. Não ficou pedra sobre pedra na busca incessante do maior feito do Judo - o Ippon.

Quanto aos quatro judocas portugueses, Rodrigo Lopes, Joana Ramos, Maria Siderot e João Crisóstomo, foram eliminados ao segundo combate. Joana Ramos é a única em posição elegível para os Jogos Olímpicos Tóquio2020.