Última hora
This content is not available in your region

Férias dos britânicos encurtadas por decisão de Londres

euronews_icons_loading
Albufeira, Algarve, Portugal
Albufeira, Algarve, Portugal   -   Direitos de autor  Ana Brigida/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Em Portugal, em particular no Algarve, começou a corrida aos testes PCR. Muitos britânicos viram-se obrigados a antecipar o regresso ao Reino Unido após a decisão do governo de Londres de retirar Portugal da lista de países seguros. Uma posição que os surpreendeu porque se sentiam seguros, muitos dizem que ali se respeitam mais as regras sanitárias do que no seu país. Para além disso há custos extra e se não regressaram até ao próximo dia oito serão obrigados a fazer 10 dias de isolamento em casa.

Um britânico, como tantos outros, alguns acabados de chegar, mostrava-se desapontado "d__isseram-nos que podíamos partir, reservar as nossas férias, gastar o dinheiro todo em testes, um grande transtorno. Muito trabalho para organizar tudo e depois de partirmos, e de tudo o que nos foi dito, afinal não, vamos ficar presos porque já não estamos na lista verde e, obviamente, isso custou muito dinheiro a muitas pessoas", desabafava.

Espanha reabrirá as suas fronteiras a viajantes que tenham sido vacinados contra a Covid-19. Os principais destinos turísticos do país vão começando a preparar-se para recomeçar a receber turistas depois de um ano para esquecer. Um empregado de mesa, Cristian Martin, dizia que "foi muito mau em Torremolinos e por Málaga em geral, muito mau. Agora as pessoas começam a reerguer-se, pouco a pouco, começa a ver-se a luz ao fundo do túnel", acrescentava.

As perspetivas em termos de recuperação do setor do Turismo, a nível global, são ainda pouco claras. A Organização Mundial do Turismo dizia que poderá haver melhorias em julho, ou setembro. É cedo para dizer quando há variáveis, ligadas há pandemia de Covid-19, que são imprevisíveis.