Eleições legislativas na Argélia

Eleições legislativas na Argélia
Direitos de autor Euronews
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Argélia elege, este sábado, a Assembleia Popular Nacional. Oposição denuncia atos de repressão por parte do regime do presidente Abdelmadjid Tebboune.

PUBLICIDADE

Os argelinos vão, este sábado, às urnas para eleger os 407 novos deputados da Assembleia Popular Nacional.

Estas são as primeiras eleições legislativas desde que o antigo presidente Abdelaziz Bouteflika foi forçado a abandonar o cargo, em 2019, após duas décadas no poder.

As eleições antecipadas pretendem ser um exemplo da "nova Argélia" do presidente Abdelmadjid Tebboune, que pretende atrair os jovens, em especial aqueles que estão foram das elites políticas.

Há mais de 20.000 candidatos, mais de metade concorre como independente.

No entanto, a oposição denuncia o aumenta da repressão dos protestos, uma vez que o regime decidiu abolir o "Hirak", o levantamento popular antissistema, que apelou ao boicote eleitoral.

Nos últimos dias, assistiram-se às detenções de vários ativistas como, por exemplo, o político Karim Tabbou, e o jornalista Ihsane El Kadi.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

As cinco divergências do frente a frente entre Luís Montenegro e Pedro Nuno Santos

Sondagem exclusiva Euronews/SOL: AD na frente com 30% e direita com maioria

Parlamento Europeu apela a investigação independente às eleições na Sérvia