Rádio de refugiados para refugiados

Refugiado estudante faz programa de rádio nas instalações do Conselho Internacional de Rádios e Televisões de Expressão Francesa
Refugiado estudante faz programa de rádio nas instalações do Conselho Internacional de Rádios e Televisões de Expressão Francesa Direitos de autor Africanews
Direitos de autor Africanews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Projeto apoiado pelo ACNUR permite aos refugiados comunicarem com outros refugiados nos Camarões.

PUBLICIDADE

Um programa de rádio de refugiados para refugiados em Yaoundé nos Camarões. Com uma pequena subvenção do ACNUR - Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, Emmanuel Ambei, refugiado do Chade e colegas meteram mãos à obra e ergueram o projeto Megafone.

"Os nossos objetivos são poder fazer falar o refugiado, torná-lo conhecido dos outros e do mundo. Porque somos os mais bem colocados como refugiados para falar com os nossos irmãos e compatriotas refugiados. Gostaríamos que o refugiado não fosse aquele que se sente negligenciado, esperamos que seja aquele que vive a sua vida quotidiana 100% como os cidadãos nacionais", explica Ambei.

Se uma parte do projeto é radiodifusão, outra é formação em jornalismo e comunicação dada por profissionais do Conselho Internacional de Rádios e Televisões de Expressão Francesa (CIRTEF).

"Acreditamos profundamente que as melhores pessoas para falar sobre a questão dos refugiados são os próprios refugiados. E por isso ficámos muito felizes por ver que havia grupos de jovens muito motivados que se queriam formar em comunicação e jornalismo, porque queriam falar sobre a sua própria comunidade", explica Xavier Bourgois, porta-voz do ACNUR dos Camarões.

As emissões gravadas serão difundidas na rádio nacional, outros meios de comunicação e plataformas a partir de 20 de junho, por ocasião do Dia Mundial dos Refugiados. O sonho é poder conseguir lançar uma rádio própria.

Outras fontes • Africanews

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Refugiados afegãos começam a chegar à Europa

Ministro grego das Migrações rejeita responsabilidades por refugiados

Dinamarca aprova lei antirrefugiados e desafia Comissão Europeia