Última hora
This content is not available in your region

Rádio de refugiados para refugiados

De  Euronews
euronews_icons_loading
Refugiado estudante faz programa de rádio nas instalações do Conselho Internacional de Rádios e Televisões de Expressão Francesa
Refugiado estudante faz programa de rádio nas instalações do Conselho Internacional de Rádios e Televisões de Expressão Francesa   -   Direitos de autor  Africanews
Tamanho do texto Aa Aa

Um programa de rádio de refugiados para refugiados em Yaoundé nos Camarões. Com uma pequena subvenção do ACNUR - Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, Emmanuel Ambei, refugiado do Chade e colegas meteram mãos à obra e ergueram o projeto Megafone.

"Os nossos objetivos são poder fazer falar o refugiado, torná-lo conhecido dos outros e do mundo. Porque somos os mais bem colocados como refugiados para falar com os nossos irmãos e compatriotas refugiados. Gostaríamos que o refugiado não fosse aquele que se sente negligenciado, esperamos que seja aquele que vive a sua vida quotidiana 100% como os cidadãos nacionais", explica Ambei.

Se uma parte do projeto é radiodifusão, outra é formação em jornalismo e comunicação dada por profissionais do Conselho Internacional de Rádios e Televisões de Expressão Francesa (CIRTEF).

"Acreditamos profundamente que as melhores pessoas para falar sobre a questão dos refugiados são os próprios refugiados. E por isso ficámos muito felizes por ver que havia grupos de jovens muito motivados que se queriam formar em comunicação e jornalismo, porque queriam falar sobre a sua própria comunidade", explica Xavier Bourgois, porta-voz do ACNUR dos Camarões.

As emissões gravadas serão difundidas na rádio nacional, outros meios de comunicação e plataformas a partir de 20 de junho, por ocasião do Dia Mundial dos Refugiados. O sonho é poder conseguir lançar uma rádio própria.

Outras fontes • Africanews