EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

'Brexit' não afetou União Europeia

'Brexit' não afetou União Europeia
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Sondagem euronews em Espanha, Alemanha, França e Itália

PUBLICIDADE

A euforia dos defensores da saída do Reino Unido da União Europeia deu início a uma nova era tanto na Grã-Bretanha como no bloco europeu.

Os líderes da União Europeia alertaram que o Brexit iria enfraquecer ambas as partes, mas o que pensam os cidadãos europeus?

A euronews, em parceria com a Redfield e a Wilton Strategies, realizou uma sondagem em quatro dos maiores países da União: Alemanha, França, Espanha e Itália.

Repondendo à questão: Estará a União Europeia melhor ou pior sem o Reino Unido?

euronews
Gráficoeuronews

A maioria dos inquiridos parece pensar que a o bloco europeu não está nem melhor nem pior desde a saída da Grã-Bretanha. 17% dos franceses acreditam que a União está melhor, por causa do Brexit, mas um quarto dos espanhóis dizem que o bloco sofreu com a perda de uma das maiores potências económicas do mundo.

euronews
Gráficoeuronews

As consequências do Brexit ainda se fazem sentir em ambos os lados do Canal da Mancha, e isso tem aumentado a tensão nas relações entre Bruxelas e Londres. Cerca de um terço dos inquiridos, nos quatro países, concorda com a ideia de que a União Europeia quer punir o Reino Unido por ter saído. Um pequeno número discorda.

Essa noção de "preço a pagar" infiltra-se nas atitudes dos contribuintes em França, Alemanha, Itália e Espanha.

euronews
Gráficoeuronews

Quando se pergunta se os residentes britânicos que compram casas de férias na União Europeia, deveriam pagar impostos adicionais depois do Brexit, a opinião predominante nos quatro estados-membros é que sim.

Na Alemanha, 38% dos inquiridos consideram que os proprietários britânicos de casas de férias deveriam pagar mais, uma opinião que sobe para 57% em Espanha, um país que serve de lar para muitos expatriados britânicos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Primeiro-ministro britânico apresenta manifesto eleitoral dos conservadores

Corpo de celebridade britânica encontrado na ilha grega de Symi

Afinal, Nigel Farage vai concorrer às eleições no Reino Unido