EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

ONU alerta que consumo de drogas está a aumentar

Muitos dos estupefacientes são enviados por correio
Muitos dos estupefacientes são enviados por correio Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Relatório do Gabinete das Nações Unidas contra a Droga e o Crime diz que consumo de estupefacientes está a aumentar, no mundo. Cocaína é o principal problema na Europa

PUBLICIDADE

A unidade de combate ao tráfico de droga de Viena, na Áustria, está novamente em ação, após uma breve pausa devido à pandemia da Covid-19. As Nações Unidas advertem que na Europa, existe de facto um problema crescente de consumo de cocaína. A substância disponibilizada no Velho Continente é quase duas vezes mais pura do que era há 10 anos. Há mais contrabandistas, mais cocaína, e preços mais baixos.

Os produtos de canábis estão, também, a tornar-se mais fortes devido a um aumento do conteúdo de THC e estão, agora a dominar o comércio em linha de estupefacientes. Devido à pandemia, os narcóticos são cada vez mais enviados por correio o que leva as alfândegas austríacas a verificarem regularmente os centros de distribuição.

"Hoje tivemos cerca de 40 apreensões, graças aos cães de busca. Abrimos estas embalagens e encontramos diferentes substâncias, como novas substâncias psicoativas disfarçadas de sais de banho. Temos ecstasy, produtos de canábis... A variedade é enorme", conta um dos agentes que não quis ser identificado.

O Gabinete das Nações Unidas contra a Droga e o Crime, sediado em Viena, avaliou a situação no Relatório Mundial sobre Drogas. Na última década, o número de consumidores de estupefacientes, a nível mundial, aumentou em quase um quinto. A pandemia apenas travou, temporariamente, o tráfico de drogas, segundo a diretora do organismo da ONU, Ghada Waly:

"Houve um abrandamento nas apreensões, um abrandamento no comércio, um abrandamento nos carregamentos. Mas - muito rapidamente - eles ajustaram-se e adaptaram-se, e vemos quantidades crescentes a serem enviadas para a Europa".

O principal motivo de preocupação na Europa é a cocaína. No passado, a máfia italiana dominava o tráfico deste estupefaciente. Agora, há cada vez mais traficantes dos Balcãs envolvidos, multiplicando assim as cadeias de abastecimento.

"Temos visto a cocaína a tornar-se mais barata e mais pura na Europa, e em maiores quantidades - o que é um grande motivo de preocupação. Precisamos de aumentar a cooperação e colaboração internacionais e a troca de informação entre os países de origem e os portos recetores", afirma Waly.

"De acordo com as Nações Unidas, o número de consumidores de drogas continuará a aumentar 11% nesta década. África é particularmente afetada, embora esta tendência preocupante ainda possa ser revertida com as medidas certas", relata o jornalista da euronews Johannes Pleschberger.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Antigo presidente das Honduras vai ser julgado em Nova Iorque

Líder da República Sérvia volta a ameaçar saída da Bósnia-Herzegovina

ONU avisa que sistema de saúde de Gaza "está de rastos" e suspende entregas de ajuda em Rafah