Última hora
This content is not available in your region

Jair Bolsonaro na sombra da destituição

De  euronews
euronews_icons_loading
Manifestante segura cópia de dólar americano sobreposto com a imagem do Presidente do Brasil, marcada com tinta vermelha para simbolizar o sangue das vítimas de Covid-19
Manifestante segura cópia de dólar americano sobreposto com a imagem do Presidente do Brasil, marcada com tinta vermelha para simbolizar o sangue das vítimas de Covid-19   -   Direitos de autor  Eraldo Peres/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Jair Bolsonaro debaixo de pressão e da sombra da destituição, no Brasil. O pedido de destituição chegou à Câmara dos Deputados embalado por vozes de protesto. Acusações de má gestão da pandemia e de corrupção na compra de vacinas contra a Covid-19 levaram representantes de vários povos indígenas a juntar-se aos opositores de Bolsonaro, numa manifestação em Brasília na quarta-feira. No mesmo dia em que o Ministério Público do Distrito Federal informou que decidiu dar início a uma "investigação criminal" em torno das suspeitas de irregularidades, na compra da vacina indiana Covaxin pelo Governo brasileiro. O Presidente do Brasil diz que não serão "mentiras" a tirá-lo do poder.

O documento consolida argumentos já apresentados nos mais de 120 pedidos de destituição contra Bolsonaro. O texto aponta também interferência indevida da Polícia Federal para a defesa de interesses pessoais e familiares; o agravamento da pandemia com práticas negacionistas e agressões ao direito à saúde. O ex-presidente brasileiro Lula da Silva disse que espera que "manifestações de rua" ajudem a pressionar a Câmara dos Deputados do no processo de destituição contra Jair Bolsonaro.