EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Termómetros ao rubro no norte da Europa

Onda de calor pelo norte da Europa
Onda de calor pelo norte da Europa Direitos de autor AP Photo/Kirsty Wigglesworth/ Arquivo
Direitos de autor AP Photo/Kirsty Wigglesworth/ Arquivo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Finlândia atinge temperaturas mais altas em mais de um século, mas Suécia e Noruega também aqueceram

PUBLICIDADE

A Lapónia, uma das regiões mais a norte na Finlândia, registou no domingo o dia mais quente desde 1914, ao atingir os 33,6°C, na zona de Kevo, perto da fronteira com a Suécia. O pico máximo dos termómetros naquela região, normalmente a mais fria do país, fixou-se nos 34,7°C.

O instituto de meteorologia da Finlândia inscreveu ainda o mês passado como o mês de junho mais quente no país desde que começaram a haver registos em 1844.

Também a Noruega registou no domingo, em Banak, 34,3°C, a temperatura mais alta no país este ano, a menos de dois graus centígrados do recorde de calor absoluto no país.

A Suécia, por fim, teve o terceiro mês de junho mais quente desde que há registos.

Os especialistas relacionam a onda de calor pela Escandinávia ao fenómeno similar que se fez sentir pela América do Norte, nomeadamente no Canadá, onde poderá ter contribuído para centenas de mortes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia pode rever águas territoriais no Báltico

Partido dos Finlandeses expulsa deputado por alegado envolvimento num tiroteio

Finlândia prolonga indefinidamente encerramento da fronteira com a Rússia