EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Dia de "finali" em Inglaterra

ARQUIVO
ARQUIVO Direitos de autor Alberto Pezzali/AP
Direitos de autor Alberto Pezzali/AP
De  Teresa Bizarro
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Em Wimbledon e Wembley, os italianos vão tentar uma dobradinha singular

PUBLICIDADE

A UEFA multou este sábado a seleção inglesa em 30 mil euros por causa do comportamento dos adeptos na meia final contra a Dinamarca, mas em Londres já só se pensa no jogo frente à Itália, este domingo.

O estádio de Wembley é palco da estreia da seleção inglesa de futebol em finais do Europeu. Tem pela frente a Itália que ganhou todos os jogos deste Euro2020, está há mais de mil dias sem perder e a dois jogos de quebrar o recorde de invencibilidade de uma seleção.

Os ingleses têm a vantagem de jogar em casa e a memória da final, no mesmo local , do único campeonato do mundo que ganharam, frente à Alemanha - foi no histórico torneio de 1966 que também pôs Eusébio nas primeiras páginas dos jornais.

ARQUIVO/AP
A 26 de Julho de 1966, Eusébio sai do relvado de Wembley em lágrimas, depois de Inglaterra ter derrotado Portugal por 2-1 na meia-final do Mundial de FutebolARQUIVO/AP

Neste domingo desportivo em terras de sua majestade, os italianos vão tentar uma dobradinha singular e ganhar também em Wimbledon.

Matteo Berrettini, número 9 do mundo, tem pela frente o número um Novak Djokovic. "Obviamente para o povo italiano em geral, vai ser um domingo difícil, não é? Mas penso que a Itália merece. É um grande dia, um grande dia desportivo. Estou realmente feliz por, juntamente com o futebol,o ténis ser agora um dos maiores desportos em Itália," diz o tenista italiano.

Berretini quer roubar o vigésimo Grand Slam a Djokovic. O sérvio está a um passo de igualar os rivais Rafael Nadal e Roger Federer.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Novak Djokovic vence torneio de Wimbledon

Markéta Vondroušová conquista Wimbledon pela primeira vez

Djokovic conquista Open dos EUA e sobe a número 1 do mundo