Última hora
This content is not available in your region

Cuba suspende taxas aduaneiras

De  Teresa Bizarro com Agências
euronews_icons_loading
Passageiros sem restrições para levar bens essenciais na bagagem
Passageiros sem restrições para levar bens essenciais na bagagem   -   Direitos de autor  YAMIL LAGE/AFP
Tamanho do texto Aa Aa

A braços com uma crise económica grave, Cuba vai levantar as restrições às importações privadas de bens essenciais. Quer isto dizer que, a partir de segunda-feira, todos os que viajem até território cubano, mesmo em turismo, podem levar comida e medicamentos na bagagem.

O anúncio foi feito pelo primeiro-Ministro: "autorizar, a título excepcional e temporário, a importação pelos passageiros, nas suas bag agens, de alimentos, produtos de higiene e medicamentos, sem limite de valor e sem direitos aduaneiros," afirmou Manuel Marrero numa comunicação ao país.

A medida vai estar em vigor até pelo menos 31 de dezembro. Desconhece-se o impacto imediato que pode ter na sociedade cubana uma vez que os voos internacionais foram re duzidos devido à pandemia.

O governo de Havana tenta desta forma aliviar a pressão da maior crise económica e política das últimas décadas. Desde domingo, vários protestos quebraram a habitual unanimidade pública. Manifestações contra a escassez de alimentos e bens essenciais.