Última hora
This content is not available in your region

A euronews visitou uma das cidades pós-conflito de Nagorno-Karabakh

De  euronews
euronews_icons_loading
A euronews visitou uma das cidades pós-conflito de Nagorno-Karabakh
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Shusha é uma cidade pequena, com apenas cinco quilómetros quadrados de tamanho, está localizada a 1.600 metros de altitude e costuma ser chamada de "jóia da coroa de Karabakh."

A Euronews é a primeira equipa de televisão com acesso restrito a esta cidade estrategicamente importante.

Shusha é um terreno sagrado para turcos do Azerbaijão e arménios. Conhecida como Shusha para uns e Shushi por outros, tem sido um campo de batalha importante no conflito de longa duração de Nagorno-Karabakh.

A área esteve sob controlo arménio nas últimos 30 anos, até à breve e sangrenta guerra do ano passado.

Mesmo no centro, há uma antiga catedral. Foi parcilamente destruída durante a guerra, naquilo que os arménios dizem ter sido um ataque deliberado.

Como se pode ver, a igreja está coberta de andaimes e a grande placa na fachada diz-nos que está a ser reconstruída pelo governo do Azerbaijão.

Rizvan Huseynov, especialista da Unesco, explicou à euronews que este santuário foi construído no século XIX. Nos últimos 100 anos, foi reconstruída várias vezes.

É assim um pouco por toda a cidade, conforme a reconstrução pós-conflito traz uma nova vida a uma cidade velha. Há zonas que estão a ser reconstruídas em primeiro ligar, como o Karabach Hotel.

Elchin Bashirli, gestor da obra explica que no início da intervenção, "não havia nem água nem eletricidade".

Mas não é assim tão fácil reconstruir uma comunidade. Durante o conflito, a população arménia fugiu, deixando para trás tudo. Agora, algumas famílias de azerbaijanos voltam às casas que abandonaram há décadas.

A cidade ainda carrega as cicatrizes da recente guerra . Talvez o futuro traga esperança para que azerbaijanos e arménios aprendam a coexistir e uma forma pacífica.