Última hora
This content is not available in your region

Boris Johnson diz estar do lado da oposição bielorrussa

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Boris Johnson diz estar do lado da oposição bielorrussa
Direitos de autor  Dan Kitwood/2021 Getty Images
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse à líder da oposição bielorrussa no exílio, que está “do seu lado” e do da Bielorrússia.

No final da reunião, Svetlana Tikhanovskaya comentou a morte do ativista bielorrusso Vitali Shishov, esta terça-feira, na Ucrânia: "Eu diria que foi um crime, mas não posso afirmá-lo sem os resultados de uma investigação."

“Todas as pessoas que estão na Bielorrússia e no exílio têm de cuidar de si mesmas, porque vemos que o regime vai fazer o que for preciso para chegar a alguém, se quiser fazer algo”, afirmou Tikhanovskaya

"A sua visita a Londres é a última paragem de uma tournée diplomática, que incluiu Paris, Berlim, e recentemente Washington. Mas a situação da oposição bielorrussa parece estar a piorar. Claramente, há suspeitas de que o regime de Alexander Lukashenko esteve por trás da morte do ativista na Ucrânia e, nos últimos dias, uma atleta bielorrussa que participava nos Jogos Olímpicos de Tóquio foi acolhida pela Polónia depois de as autoridades do seu país a terem forçado a voltar para casa. No início deste ano, após o sequestro de um jornalista da oposição que foi retirado de um voo, forçado a aterrar em Minsk, Boris Johnson alertou Lukashenko que as suas ações teriam consequências, mas as suas ações antidemocráticas parecem continuar", diz o correspondente da Euronews em Londres, Tadhg Enright.