Última hora
This content is not available in your region

Alemanha: 60° Aniversário da construção do Muro de Berlim

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Alemanha: 60° Aniversário da construção do Muro de Berlim
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha assinalou o sexagésimo aniversário da construção do Muro de Berlim, para que a memória não se perca e os erros do passado não se repitam.

Na cerimónia no Memorial do Muro, o presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier lembrou a importância da liberdade e democracia, apelando à participação eleitoral:

"A liberdade e a democracia precisam de empenho e paixão decisivos. Isso começa com a participação em eleições democráticas, que o Muro tornou impossível para tantas pessoas durante tanto tempo. Pensem nisso, todos vós, nas próximas eleições parlamentares".

O Muro de Berlim, também conhecido como "Muro da Vergonha", começou a ser construído a 13 de agosto de 1961, cedendo à pressão popular em novembro 1989, abrindo caminho à histórica reunificação da Alemanha.

Foram os soldados da Alemanha de Leste que construíram o que as autoridades comunistas descreveram como a "Barreira de Proteção Anti-Fascista" quando colocaram mais de 48 quilómetros de arame farpado através do centro de Berlim , em 1961.

O muro foi a resposta do governo do leste à fuga massiva de cidadãos para o ocidente. Esteve erguido durante 28 anos e estima-se que 140 pessoas perderam a vida na tentativa desesperada de fugir ao regime comunista.

Ao longo do dia, diversas personalidades europeias têm deixado nas redes sociais mensagens evocativas desta página negra da história da Europa, como o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, que lembra que a democracia e a liberdade nunca podem ser dadas como adquiridas.