Última hora
This content is not available in your region

Espanha assume-se como porta de entrada na Europa para os refugiados afegãos

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
euronews_icons_loading
Espanha assume-se como porta de entrada na Europa para os refugiados afegãos
Direitos de autor  Paul White/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

A base militar de Torrejón de Ardoz, nos arredores de Madrid, será a porta de entrada na Europa para os refugiados do Afeganistão que trabalharam para a União Europeia e para a NATO em Cabul. Construído em apenas quatro dias, o centro logístico tem capacidade para mil pessoas e inclui um centro de teste à covid-19.

José Manuel Albares, ministro dos Negócios Estrangeiros de Espanha, elogiou a rápida capacidade de resposta mostrada por Bruxelas:

"Critica-se muitas vezes a Europa por ser lenta e tecnocrática. Aqui vamos ver outra Europa. A Europa dos valores em que acreditamos, que defende esses valores e protege quem acredita nesses valores."

O centro irá receber os funcionários afegãos das instituições internacionais e as suas famílias mas o seu futuro não será necessariamente em Espanha. Serão depois reencaminhados para outros países da União Europeia.