EUA reforçam presença na Lituânia

Base militar dos EUA na Lituânia
Base militar dos EUA na Lituânia Direitos de autor Screenshot from Eurovision/LTLT video
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Norte-americanos abrem base junto à fronteira com a Bielorrússia para controlar as movimentações russas na região

PUBLICIDADE

Após a saída do Afeganistão, Joe Biden avisou que os Estados Unidos se deviam concentrar nas ameaças geopolíticas de China e Rússia. Coincidência ou não, os norte-americanos inauguraram esta semana uma base militar para as tropas estacionadas na Lituânia. Vilnius financiou o projeto em sete milhões de euros e espera que a presença militar norte-americana se torne permanente.

O Presidente lituano, Gitanas Nausėda, esteve presente na inauguração e não se coibiu de pedir ajuda a Washington: "Queremos mais atenção, seguramente. Vimos o que aconteceu no Afeganistão e em termos geopolíticos, a situação na nossa região, infelizmente, não tem melhorado muito nos últimos tempos."

A base situa-se junto à fronteira com a Bielorrússia, no limite da esfera de influência da NATO, para as tropas da aliança poderem estar de olho na crescente influência russa na região.

A Bielorrússia será palco de mais uma ronda de exercícios militares Zapad, em conjunto com a Rússia. Os exercícios serão realizados entre 10 e 16 de setembro, envolvendo perto de 13 mil soldados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia confirma exercícios militares na fronteira ucraniana

Rússia recebe China e Índia para exercícios militares

Três militares americanos morreram e "muitos" ficaram feridos num ataque com drones na Jordânia